Olá! Meu nome é Carolina Piovesan mas podem me chamar de Carol. Sou estudante de Biomedicina, amante de literatura e dona de uma loja online no Twitter (@ineedushop) de produtos fanmade kpop.

16/05/2015

Carrie, a Estranha de Stephen King

Saudações õ//

Meus comentários de hoje são sobre o incrível livro “Carrie, A Estranha” do mestre Stephen King. Vamos lá?

Titulo: Carrie, A Estranha
Gênero: Horror
Autor: Stephen King
Formato: E-book
Editora: Suma de Letras
Páginas: 200
Ano:  2013
Nota: 3,5/5
"Carrie, a estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente. Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos."

          Carrie, A Estranha, é o primeiro livro publicado do autor Stephen King que é considerado um dos maiores escritores da atualidade, em seu gênero é claro. Quem nunca ouviu falar nada sobre aquele filme lançado em 1979 e depois teve outras adaptações para o cinema sendo que a última data de 2013 que mesmo tendo suas diferenças, agradou ao público. Acontece que este filme é (também) uma adaptação e digo para vocês: Me surpreendi muito com a leitura.

          Carrietta White é uma garota que vive na pequena cidade de Chamberlain no estado do Maine nas asas de sua mãe, Margaret White uma extrema fanática religiosa.

“Não havia chuveiro. A mãe dizia que chuveiro eram pecaminosos”

          Desde pequena a garota é ensinada que diversas coisas normais (para nós) são pecados, atitudes do diabo. Isso parece muito estranho não? Mas nada é comparado ao sofrimento psicológico que a garota sofre diariamente na escola, Carrie é motivo de riso, de piada, de bullying por seus colegas. Aos dezesseis anos, ocorre um incidente traumático após a aula de educação física dentro do vestiário feminino, algumas garotas fazem coisas horríveis para a ingênua menina e logo são punidas. Mas como sempre, existe aquela garota super popular, filha de alguém importante, que não gosta nem um pouco de ser punida.

“(...) encontrei esta carta de amor de Carrie para Flash Bobby, vamos copiá-la e passar adiante, vamos esconder suas calças, meter uma cobra dentro do seus sapato, vamos dar-lhe um caldo, mais um, outro(...)”

          Para completar a situação de pra lá de complicada da garota, ela é portadora de uma “Mutação? Doença? Dom?” genética que quando é estimulada é capaz de mover objetos apenas com a força do pensamento. Chama-se Telecinese. Pesquisando mais sobre o tema, descobri algo que pode muito bem explicar direitinho este fenômeno. Segundo o tão conhecido site InfoEscola: O Universo é formado por energia e matéria correto? O ser humano é composto por energia como também por matéria, ou seja, nada impede que seja possível nós atuarmos energicamente sobre qualquer coisa a nossa volta! Vai dizer que não explica certinho?

          Acontece que no início Carrie não entendia o que ela podia fazer e muito menos tinha controle sobre este fenômeno. Obviamente com o passar dos dias a garota vai criando curiosidade sobre e aos poucos vai manipulando seus poderes.

“Jesus me observa da parede,
O seu rosto fria pedra,
Se ele me ama
Como ela diz,
Por que estou tão infeliz?”

          Após o terrível acidente no vestiário, uma alma boa resolve fazer uma boa ação para Carrie fazendo com que ela sinta-se amada e feliz o que infelizmente termina em tragédia e vingança em pleno o tão aguardado Baile de Primavera.

     Uma das coisas que me surpreenderam na leitura foi a qualidade de escrita do autor. Para quem não sabe, eu nunca havia lido um romance completo do autor – quem me acompanha no instagram sabe que recentemente eu li o conto que ele escreveu juntamente com seu filho, Joe Hill, chamado “A Tribo” que na minha opinião foi algo sensacional! -. O autor abordou com uma maestria não só o tema principal assim como desenvolveu muito bem os personagens secundários, tais personagens tiveram uma grande importância dentro no livro, muito diferente do que vemos nos livros de hoje. Isso foi sensacional! Carrie não foi algo totalmente novo para mim, minha mãe já havia contado todo o enredo do filme mas isso não afetou de forma alguma o desempenho da leitura.

          O livro é dividido em três partes: Brincando com Sangue, A Noite do Baile e Os Escombros. Sendo que no primeiro ela começa a brincar com seus poderes (primeiro medo), no segundo a grande e malévola vingança (aí as coisas ficam quentes) e por último os estudos e a tentativa de pesquisadores entenderem o acontecido.

          Outro ponto positivo do livro foi a inserção de trechos de livros escritos em cima do caso Carrie, pasmem existe até uma Conferência relacionada aos estudos da garota. Isso é uma obra de ficção que só tem a acrescentar nesta obra fantástica do autor.
     
Alguns questionamentos interessantes foram levantados no livro como a sanidade de Carrie, suas motivações e se por ventura tirar a vida de pessoas é justo mesmo tendo uma bom motivo para a personagem. Sem contar que fanatismo religioso e bullying são temas que eu pelo menos nunca irei me cansar de ler sobre e muito menos são uma má aposta, mas gente o livro foi escrito em 1974. É incrível tais questionamentos para a época ;) Amei.
Recomendadíssimo a leitura de Carrie, A Estranha! Especialmente para você que ainda não leu nada do autor e que como eu, tem medo receio de terror, este de terror não tem nada. Livro de estreia do autor que já me conquistou! 

“Esta é a garota que eles insistem em chamar de monstro. Quero que gravem isso bem. Uma jovem que fica satisfeita com um copo de cerveja e um hamburguer depois de seu único baile na escola, para que a mãe não fique preocupada...”

Saiba mais sobre Telecinese (#).

Alguém indica algum livro do King? Beijos! 
http://www.listchallenges.com/rory-gilmore-reading-challenge

4 comentários:

  1. Amei a resenha. Já assisti o filme e gostei, meu receio era, somente, por ser um terror, e como livros são muito mais cheios de detalhes que suas adaptações cinematográficas, fiquei com receio de lê-lo, mas já vou coloca-lo na minha lista de leitura!

    Beijos, Carolina, amei o novo layout do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei o mesmo em relação ao teor da dose de "terror". Pense na minha felicidade em saber que não tem nada de exagero ^^

      Excluir
  2. Ainda não li nenhum do Stephen King, embora tenha um dele que está no meu desafio de ler esse mês!
    EU TENHO MEDO, apesar de querer muitooooo ler ele, kkkkkkkkk
    Amei sua resenha, de verdade, porque vc parece ser amada e compreendido totalmente o livro, sem se deixar levar pelo "terror", o que acontece comigo kkk
    Eu tenho ele em e-book, faria o possível kk para lê-lo, agora to supercuriosa!!
    AI JESUS ME AJUDA!!!
    Bjuus
    Ana

    ResponderExcluir
  3. Recentemente comecei a fazer minha coleção do King e pretendo ler ao menos 1 livro dele por mês... Carrie está na lista! Amo a escrita do King, não é a toa que ele é o rei do terror <3

    Beijokas
    http://minhacontracapa.com.br/

    ResponderExcluir

Dê sua opinião e ajude o Baú!

Total de visualizações de página

Leitores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *