Olá! Meu nome é Carolina Piovesan mas podem me chamar de Carol. Sou estudante de Biomedicina, amante de literatura e dona de uma loja online no Twitter (@ineedushop) de produtos fanmade kpop.

01/10/2013

[Resenha] Corações Feridos, Louisa Reid - Novo Conceito

Olá Pessoal!!!

Gênero: Ficção Inglesa
Titulo (Original): Black Heart Blue
Autora: Louisa Reid
Editora: Novo Conceito               
Páginas: 256



Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade? - Skoob





Caros leitores, antes de mais nada quero que saibam que este livro, Corações Feridos, como o próprio nome já diz, vai mexer com você e com seu coração. 

  O livro é narrado por dois pontos de vistas diferentes, um por Hephzibah e sua irmã gêmea Rebecca, Hephzi narra o passado e Reb o presente, depois do falecimento da irmã. Logo - e não é nenhum spoiler - sabemos que Hephzi morre, mas não sabemos o motivo e nem como ela morreu, coisa que só ira ser contado ao longo do livro. 

  Ambas são gêmeas e o que se espera é que elas sejam ao menos parecidas, mas não é o caso delas. Enquanto Hephzibah é linda, popular e querida por todos, Rebecca sofre de Síndrome de Treacher Collins a qual deformou por completo seu rosto. Por este motivo Reb sempre sofreu com o Pai - se é que aquele homem pode ser chamado de pai - Roderick, que a chamava de filha do demônio, aberração, e coisas piores. Como se não basta-se o homem sentia prazer em ofender a garota.


(...) - Rebecca, deveríamos colocar uma placa em volta do seu pescoço  Uma libra por olhada. Ao final do dia, eu seria milionário. (...) - O que você quer de Natal, Rebecca? Um rosto Novo?

  O que mais me indignou nesta estória é que o Pai era pastor do pequeno bairro onde morava, e por causa disto era conhecido e amado por todos que moravam lá. Claro que não sabiam as atrocidades que ele cometia.

  As garotas nunca estudaram em colégios como eu e vocês, e sim eram ensinadas em casa, o que nos Estados Unidos, e é muito normal. Elas não conheciam nada do mundo afora, não tinham amigos, não saiam para se divertir como uma crianças/ jovens normais, elas não tiveram um infância. Mas enfim quando completam 17 anos os amigos da "família" convence-os que as garotas precisam ir há um colégio normal, precisam passar em testes e futuramente frequentar uma faculdade e assim garantir seu futuro, mesmo o Pai não se importando com o futuro das meninas, as liberou a ir ao Ensino Médio.

Leitores, não falo da Mãe na resenha pois ela é praticamente invisível - digo sem nenhuma atitude boa - em todo o enredo. 

  Assim que sua irmã Hephzi morre, Reb decide que hora de mudar sua atitude, ela não quer mais  ser espancada pelo Pai e ficar calada, se escondendo sempre que pode. Conforme vai passando a autora vai nos mostrando o passado escuro de Hephzi tinha, e que Rebecca sempre a ajudava a mascarar.

  Me emocionei em algumas partes do livro, principalmente quando Rebecca conta como era a convivência com sua avó, a única que enxergava o que realmente acontecia naquela casa, o quanto as meninas sofriam. A única que realmente amava Reb.


(...) Você é perfeita, meu amor, diferente, mas perfeita. Você não pode mudar sua aparência, não é culpa sua. Você me entende, Rebecca? (...).

 Este livro realmente me conquistou, o amor que Reb sente pela irmã, aquele sentimento de proteção, carinho, me fez lembrar a relação que tenho com meu irmão mais novo. Foi magnífico.

  O livro é forte, pesado, emocionante e chocante. Varias vezes tive de largar o livro e arejar a cabeça devido a tamanha indignação - raiva -  que eu sentia. 

Classificação: 5/5 Flor de Lis




O livro é ótimo em todos os aspectos, e com certeza Louisa Reid me conquistou, não tem como não amar sua escrita, é perfeito. Se indico? Nem preciso responder né? 




Sobre a Autora:




Confira o Site Oficial da autora:
http://www.louisareid.com/

Louisa Reid formou-se em Inglês pela Hertford College, em Oxford. Além de escritora, é também professora em Cambridge. Casada, e com duas filhas, ainda assim costuma acordar e dormir pensando em livros.
Livro cedido de cortesia pela Editora Novo Conceito

Até.

Um comentário:

  1. onde compro esse livro? achei bem interessante ou então me deem um link p mim baixar :)

    ResponderExcluir

Dê sua opinião e ajude o Baú!

Total de visualizações de página

Leitores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *