Olá! Meu nome é Carolina Piovesan mas podem me chamar de Carol. Sou estudante de Biomedicina, amante de literatura e dona de uma loja online no Twitter (@ineedushop) de produtos fanmade kpop.

14/05/2013

Afinal o que é Distopia?

Olá, Pessoal!

  Hoje vou começar a nova coluna aqui do Baú "Gêneros".  Toda semana vou falar um pouquinho de algum gênero literário especifico, e para começar que tal Distopias? Além de ser os meus favoritos, as distopias vem cada vez mais ocupando o espaço dos leitores nas estantes. Desde do ano passado percebi que o estilo vem crescendo assim como minha loucura por eles.


Primeiramente vale lembrar que Distopia é um subgênero de "Ficção Cientifica" do qual falaremos mas adiante.

 O significado do termo pode ser: Criticas a uma sociedade, mostrando a mesma governada por um poder autoritário, algo que impõe sobre as pessoas. Pode-se passar tanto no presente quanto no futuro. Outra característica é que a maioria dos livros distópicos contam histórias que acontecem em um determinado lugar onde houve uma mudança drástica, causada tanto pela natureza ou por nós mesmo. Época também chamada de pós Apocalíptico. Totalitarismo, autoritarismo e opressão são características fortes das Distopias.

 Normalmente são criadas para satirizar a sociedade dos tempos de hoje, as vezes fazendo críticas ao esteriótipo de beleza, padrão, e até mesmo tecnologia. Um dos exemplos que vou dar é claro (meu queridinho *-*) Jogos Vorazes, Suzanne Collins a qual a resenha vocês podem conferir aqui
  
  Nele é retratado exatamente o autoritarismo do governo que nesse caso é chamado de Capital. Jovens de 12 á 18 anos ( uma menina e um menino) são obrigados sorteados a participar do sangrento jogos, como se fosse um Big Brother evoluído, afim de mostrar a população que quem manda é o governo.

Confira outros livros que são considerados distópicos:


Divergente, Veronica Roth
(Leia a resenha dele aqui no blog)


" Uma escolha. Uma escolha decide seus amigos, define suas crenças, e determina a sua lealdade… para sempre. Ou, uma opção pode transformá-lo. Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive." 




Feios, Scott Westerfeld 


 " Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá. Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre."


Estilhaça-me, por Tahereh Mafi 
(Leia a resenha dele aqui no blog)

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro. "

Resenhas no blog:

E ai pessoal ficou alguma dúvida sobre o gênero? Conta ai pra gente! Semana que vem tem mais!

Até.


5 comentários:

  1. Muito boa sua explicação , até hoje eu não sabia bem o que era uma distopia , mal posso esperar pela semana que vem.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sua explicação, agora sim entendi o que é. hahahah
    Adorei o blog, seguindo, claro!
    Beijos
    Isa
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha dúvidas e agora não mais, obrigada. Adorei sua explicação! Quero muito ler divergente!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela explicação, acho que agora não tenho mais dúvidas.
    Quando vai sair sobre o gênero thriller(?) ? xD

    ResponderExcluir
  5. Eu já sabia a respeito do gênero Distopia,mas ainda assim A-M-E-I sua explicação e ainda colocou a trilogia que estou amando no momento #Estilhaça-me :o amando muito, sério gente Super Indico!! A escritora é bem diferente na narrativa e mesmo sendo torturante e triste até é uma história maravilhosa.!!!

    ResponderExcluir

Dê sua opinião e ajude o Baú!

Total de visualizações de página

Leitores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *