Olá! Meu nome é Carolina Piovesan mas podem me chamar de Carol. Sou estudante de Biomedicina, amante de literatura e dona de uma loja online no Twitter (@ineedushop) de produtos fanmade kpop.

04/02/2016

Cidade das Almas Perdidas, Cassandra Clare - Os Instrumentos Mortais #5



Saudações Shadowhunters!

Cidade das Almas Perdidas da Cassandra Clare é o quinto livro da série Os Instrumentos Mortais (6 livros ao todo) que por sua vez compõe As Crônicas dos Caçadores de Sombras, um universo gigantesco composto de diversos livros. Adianto que esta resenha terá spoilers para quem ainda não leu o livro anterior: Cidade dos Anjos Caídos (#).

Título: Cidade das Almas Perdidas
Série: Os Instrumentos Mortais Livro: 5
Autor: Cassandra Clare
Formato: Ebook
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Ano: 2012
Nota: 5/5

Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian, e que Jace tornou-se um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary e seus amigos irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar Jace, mas ela pode ainda confiar nele? Ou ele está realmente perdido?

Leia também:
Os Instrumentos Mortais #1 Cidade dos Ossos
Os Instrumentos Mortais #2 Cidade das Cinzas
Os Instrumentos Mortais #3 Cidade de Vidro
Os Instrumentos Mortais #4 Cidade dos Anjos Caídos


“- Escuridão demais pode matar, mas luz em demasia, pode cegar.”
Em Cidade das Almas Perdidas, Cassandra finalmente pode deixar bem claro que as coisas não estão nada favoráveis para os Caçadores de Sombras. Pude perceber que nesta “segunda trilogia” quem está sendo destacado é o lado negro da força. Confesso que foi angustiante ver os personagens em conflito com sigo mesmo, com seus desejos e logo em seguida se arrependendo amargamente por suas decisões mal pensadas.

No fim de Cidade dos Anjos Caídos, saber que Jace havia desaparecido com Sebastian já deixou meu coração em apuros mas depois saber que graças a uma única Marca, Lilith conseguiu ligar o corpo de seu filho ao de Jace me arrasou. Um vive se o outro viver e consequentemente um morre se o outro morrer. Será que a Clave é capaz de assassinar seu “filho” pródigo afim de matar seu maior inimigo após Valentim? Ela se quem medirá esforços?

Clary fica desesperada a medida que o tempo vai passando e a Clave parece nem ao menos se preocupar com o estado de seu amado. Além disso ela mudou bastante, neste quinto volume podemos ler uma Clary corajosa, forte e convicta no que quer. Ela realmente fará e deverá para o céu e o inferno o que for preciso para salvar seu Jace e todos que ama. Simon mais uma vez teve grande participação nos acontecimentos principais, me arrisco a dizer que o diurno é sempre a carta coringa. Finalmente ele e Izzy parecem nutrir um romance bonito, cativante que me fez suspirar por cada cena deles juntos!

Izzy com toda a certeza foi outro destaque deste livro. Como pudemos perceber nos outros livros ela sempre foi alguém fechada e que não queria passar mais de uma noite com o mesmo homem, que não acreditava realmente que um dia podia amar e ser amada reciprocamente. Quando se vê neste conflito com sigo mesma ela praticamente surta e tenta reprimir ao máximo seus sentimentos por Simon.

"Isabelle se levantou. - Tudo bem, já chega. - Ela olhou fixamente para Jocelyn. -  É completamente injusto gritar com Simon por causa de uma coisa que Clary decidiu fazer por conta própria. E se Simon a tivesse amarrado para você, e ai? Estava planejando mantê-la amarrada para sempre? Teria de soltá-la, eventualmente, e então? Ela não confiaria mais em Simon, e em você, ela já não confia, porque roubou as lembranças dela. Talvez se tivesse protegido Clary tanto assim, ela soubesse mais sobre o que é perigoso e o que não é, e fosse um pouco menos cheia de segredos... e menos inconsequente!"
Alec e Magnus foram meu shipp deste livro (depois de Jace e Clary, é claro). Eles são tão fofinhos juntos! Parece que nada pode os abalar exceto pelo fato de que Magnus é imortal e Alec é mortal, ou seja, eles não poderão viver juntos para sempre esse amor. Tomado por tristeza e até um pouco de desespero Alec busca ajuda com quem menos esperava precisar dela algum dia.

Maia e Jordan, que tem um passado complicado (foi Jordan em sua primeira transformação que mordeu Maia a condenando a tornar-se licantrope pelo resto de sua vida) passam quase o livro inteiro tentando se entender e talvez passar por cima desta situação fragilizada. Foi muito interessante a forma com que Cassie abordou estes dois personagens.

Mas voltando um pouco ao grande conflito deste livro, vemos um Jace totalmente irreconhecível (até mesmo por Clary) em muitos momentos. Já que suas atitudes são comandadas por Sebastian, as coisas que vi ele fazer me deu raiva, nunca que meu Jace (MEU) iria cometer tamanhas atrocidades. Jamais! Sebastian é um cretino manipulador, arrogante e mentiroso. Porém apesar de todas essas coisas já esperadas (afinal ele é filho de Valentim Morgenstern) não dá para saber com certeza se ele é um vilão cruel e obsessivo ou apenas um garoto desamparado que precisa de compreensão. Apesar de tudo eu gostei dele, não de uma forma positiva como é o caso do Jace, mas eu consigo reconhecer que ele é bom no que faz.
 
“- Não me importo – desse Clary. – Ele faria isso por mim. Diga que não. Se eu estivesse desaparecida... – Ele incendiaria o mundo inteiro até conseguir cavá-la das cinzas. Eu sei – disse Alec, soando exausto."
 Cidade das Almas Perdidas realmente preparou um belo – sombrio, mas belo – terreno para o que quer que seja o desfecho dessa série fantástica. 



Desse vez teve quotes (todos pulam)!

5 comentários:

  1. Oi! Não li a resenha toda, só por alto para não pegar spoiler porque ainda estou no terceiro da série... Confesso que não me prendeu o tanto que eu gostaria e deixei a saga um pouco de lado, mas lendo partes da sua resenha me deu aquela vontade de dar uma segunda chance aos livros hahaha
    Abraços Raphael
    http://aestantedosgemeos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma segunda chance sim! Vale a pena em muitos aspectos!
      Abraços Raphael!

      Excluir
  2. Também não leio a postagem toda porque ainda não terminei a série, mas pelo que li pode-se ver que o livro é totalmente focado nos vilões e na força sombria. Ansioso p/ poder chegar nessa edição *-* Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo quando os livros focam em vilões, parece até que a leitura flui melhor!

      Abraços Dan!

      Excluir
  3. Eu sou leiga no assunto quando o assunto é essa série, porque ainda não li nada e nao assisti nada (ó vida), mas esse ano vou mudar isso u.u

    ResponderExcluir

Dê sua opinião e ajude o Baú!

Total de visualizações de página

Leitores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *