Últimas Notícias:

[Resenha] Serial Killers - Anatomia do Mal, Harold Schechter

Olá leitores!

Resolvi fazer esse post com o intuído de falar sobre como sendo a leitura de “Serial Killers – Anatomia do Mal” do autor Harold Schechter.

   Quando ele foi lançado – fim do ano passado – não dei muita bola para ele, coisa que até hoje não consigo entender o motivo mas enfim, minha colega do colégio comprou e veio mostrar para mim (veja que isso já era fevereiro deste ano), obviamente fiquei louca com o trabalho gráfico do livro e com tudo que o livro prometia, logo pedi emprestado.

   O triste é que ela não podia me emprestar pois ainda estava lendo, daí lá fui eu esperar a fim de Maio. Quando ela finalmente me emprestou comecei a ler assim que cheguei em casa – mãe se você estiver lendo isso saiba que deixei para fazer as coisas de casa na última hora, desculpe – e o que posso dizer que foi um choque para mim.


Gênero: Psicopatas; Homicidas em série + histórias; Relatos Policiais.
Editora: DarkSide Books
Autor: Harold Schechter
Páginas: 480
Classificação: 5/5 

    "Entre na mente dos psicopatas. O dossiê definitivo sobre assassinos em série. O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose, de Alfred Hitchcok), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme). Como explicar a compulsõo por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria?
    As respostas estão no novo lançamento da editora DarkSide Books: Serial Killers – Anatomia do Mal, dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. Escrito por Harold Schechter – que pesquisa o tema há mais de três décadas e já publicou, inclusive, a biografia de Ed Gein, Deviant (1998) -, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia.    Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, Serial Killer, Anatomia do Mal abrange desde a criação do termo serial killer no início do século 20 até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música, literatura).    Com clareza, ritmo e muita informação, Harold Schechter traça perfis psicológicos impressionantes de criminosos que desafiaram a polícia, viraram notícia e continuam a nos assombrar nas telas da TV e do cinema.   Além de Ed Gein, a galeria de personagens sinistros inclui o cannibal Jeff Dahme, que chegou a matar e devorar uma pessoa por semana no verão de 1991; a ex-prostituta Aillen Wuornos (inspiração para o filme Monster), que, depois de confessar seis assassinatos, pediu para ser condenada à morte para interromper a matança; o assassino Zodíaco (cuja verdadeira identidade é desconhecida até hoje); Charles Manson, o lunático que comandou o assassinato da atriz Sharon Tate em um ritual macabro; e Green River Killer, principal assassino de prostitutas da história, só capturado pela polícia com a ajuda de outro serial killer.    Em Serial Killers, Anatomia do Mal você vai descobrir como eles matam e por que eles matam. Por prazer, dor, amor ou desespero. Por conta de famílias desfuncionais e infâncias perturbadoras. Em nome do demônio ou para o jantar…    Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro que vai atrair a atenção dos fãs das séries CSI, Dexter, Criminal Minds e do Canal Discovery Investigation e de todos aqueles que que querem entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos." - Skoob

   Esperava que o livro fosse mais “romanceado” com já diz minha professora de literatura (Olá Magáli) mas não, ele é cruel sem enrolação, o que foi muito bom pois era exatamente o que eu estava sentindo falta: algo verdadeiro e não apenas uma distração para a vida.

Carol, vamos falar sobre o conteúdo do livro agora pode ser?

   Serial Killers é aquele estilo de livro que você fica viciada tipo uma droga, você simplesmente não o fecha antes de terminar de ler uma caso medonho e muito elaborado. O mais interessante de tudo é que antes de chegar ao ponto principal que na minha opinião são os casos, o autor te explica muita coisa teórica sobre o assunto como por exemplo a origem do termo Serial Killer e a diferença entre assassinos série, massa e relâmpago.

   Trata-se também a psiquiatria (ou psicologia?) mostrando um padrão entre todos os assassinos em série principalmente na infância que na maioria dos casos ou foram abandonados pelos pais, ou foram molestados pelos mesmos, trata também a excitação em torturar animais, o bullying sofrido na escola, entre outros fatores que podem corroborar para a formação de mentes assassinas.



   O legal é que não é somente apresentados homens adultos e perversos, mas também mulheres igualmente perigosas, jovens e até crianças de 9 e 10 anos que já cometeram assassinatos tão brutais quanto um adulto pode cometer.

Não posso comentar mais nada a respeito do livro porque tudo é considerado um spoiler. Mas ele é um dos melhores livros que li em toda a minha curta vida õ/

Charles sendo lindo <3

Quem tiver a oportunidade de comprar, compre (eu sei que é caro R$69,90, mas para um livro teórico vale muito a pena). Ou então se conhecer alguém que tenha peça emprestado que nem eu haha.

Primeiro desenho do livro *o*

Um dos quotes que mais me deixou impressionada:




Deixem seu comentário! É muito importante saber o que você leitor acha dos posts do Baú! Pode ser crítica negativa ou positiva. O bacana é interagir haha. Beijos! 


13 comentários:

  1. Não conhecia esse livro e estou pirada para ler ele agora!
    Eu simplesmente adoro o tema e sou mega curiosa para entender a mente dos serial killers. Vejo tudo quanto é série de tv a respeito, tipo Criminal Minds, Dexter, etc. rs
    O livro parece intenso e sem eufemismos, cruel como os sujeitos a quem se refere.
    Não vejo a hora de ler! Será, no mínimo, interessante.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou fascinada por esse tema Ana. Tudo o que gira em torno dele eu quero haha
      Penso até em ser Psiquiatra Criminal para lindar com essas pessoas *-*

      Leia ele, você ira amar haha

      Beijos!

      Excluir
  2. As edições da Darkside são fantástica!
    Eu quero muito esse livro, mas o preço é muito salgado =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São sensacionais! Estou "in love" com todas as edições que a editora publica! Você viu aquela do Star Wars? L-I-N-D-A *O*

      Eu sei que é meio salgado, mas acho que vale muito apena! Sério pelo capricho, revisão, detalhes, capa dura <3

      Beijos! Obrigada por visitar o blog!

      Excluir
  3. Não gostei do tema, mesmo sabendo que é um livro teórico que trata de fatos reais e explica a mente desses assassinos. Prefiro uma leitura para descontrair e me transportar para outros lugares, onde eu possa viver algo diferente da minha realidade, mesmo assim, pelo que li na resenha, vi que o livro é bem interessante e detalhado, um prato cheio para quem quer desvendar a mente dos psicopatas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um prato cheio para mim Wanessa! =]

      Pena que você não gosta desse tipo de leitura... Você já tentou ler esse "gênero"?

      Abraços!

      Excluir
  4. Eu gosto de ler sobre serial killers, acho um assunto muito interessante e esse livro por ser teórico, tratar de coisas reais acho mais interessante ainda. Gostaria muito de lê-lo mas o preço ta meio salgadinho pra mim no momento. Adorei sua resenha. bjs

    ResponderExcluir
  5. Não exatamente, Carolina, na verdade o meu problema é com o detalhamento da violência, sou muito sensível e me sinto muito mal pela vítima, não consigo suportar, sequer, imaginar alguém sofrendo atrocidades, seja na vida real ou ficção, por isso não assisto filmes muito violentos, e em relação a livros já tive a minha experiência lendo "O Ladrão de Almas", o livro não é ruim pelo contrário, quando comprei e comecei a ler achei difícil parar mesmo tendo partes muito fortes, mas chegou a um ponto que eu não consegui lê-lo mais, ficou muito pesado para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora entendi Wanessa.
      Não sou tão sensível assim, mas confesso que teve algumas partes da leitura que me deixaram com o coração na garganta. Tanto de horror, como de nojo mesmo.

      Excluir
  6. Oiee
    Omg,fiquei de boca aberta ao ler o quote :o
    Eu acho bastante interessante livros nesse gênero mas sempre vou pro lado daqueles mais água com açúcar,que envolvem romance e uma série de assuntos paralelos e no final o tema central do livro nem era os assassinatos hahaha,não consigo me concentrar em histórias tão intensas quanto essa.E se por algum acaso eu fosse ler com certeza pediria emprestado,é muito caro pra um livro que eu nem sei direito se iria terminar a leitura.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou o oposto seu Letícia! Não gosto muito de livros "água com açúcar", claro que leio alguns só para descontrair mas não é meu estilo preferido não.
      O preço é realmente alto, mas vale apena depois que você pega nele e folheia algumas páginas <3

      Beijos!

      Excluir
  7. Meu Deus!!! Que livro e esse?? Tô morrendo aqui! Sempre amei histórias de Serial Killers! Me interessa esses monstros que beiram a loucura e a genialidade. A capa é um show e tem ilustrações!! Só tem um único defeito, o preço!! kkk
    Beijos

    ResponderExcluir

Dê sua opinião e ajude o Baú!

Baú de Histórias Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Layout feito pelo blog lamoonier.blogspot.com.br e ilustração porhttp://www.kaccaucarvalho.com/ . Tecnologia do Blogger.